Alimentação Escolar

Os cardápios da alimentação escolar são elaborados por representantes das Unidades Escolares, embasados nas sugestões e orientações dos nutricionistas, sendo planejados para atender, em média, às necessidades nutricionais estabelecidas na Resolução CD/FNDE nº 26, de 17 de junho de 2013. – Resolução Nº 26 de 17 de Junho de 2013

O  Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), visando limitar a oferta e o consumo de alimentos processados de baixo valor nutricional, ricos em açúcar, gordura e sal, estabelece um limite de no máximo de 30% da verba repassada para aquisição de alimentos enlatados, embutidos, doces, alimentos compostos, preparações semiprontas ou prontas para o consumo, ou alimentos concentrados. Proíbe, ainda, a aquisição de bebidas com baixo valor nutricional.

PNAE
Image
GESTÃO
CARDÁPIO
MANUAIS

Cuidado com a higiene nas cozinhas

Vestimentas para o interior das cozinhas

Armazenagem e manipulação de alimentos

Sobre a Gerência de Alimentação Escolar da Seduc

A Gerência da Alimentação Escolar da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) é responsável pelo planejamento, execução, controle, monitoramento e avaliação de todos os projetos e/ou programas referentes ao PNAE da Educação Básica (Ensino Fundamental e Ensino Médio) e Educação de Jovens e Adultos.

Compete à Gerência da Alimentação Escolar, por meio de seus profissionais lotados tanto na Centralizada/SEE, como nas Subsecretarias Regionais de Educação e nas Unidades Escolares realizar o diagnóstico e o acompanhamento do estado nutricional dos estudantes; planejar, elaborar, acompanhar e avaliar o cardápio da alimentação escolar de acordo com a cultura alimentar, o perfil epidemiológico da população atendida e a vocação agrícola da região; acompanhar desde o processo de licitação à aquisição dos gêneros alimentícios, o preparo dos alimentos, as boas práticas de manipulação e higienização até o consumo das refeições pelos escolares; coordenar e realizar, em conjunto com a direção e com a coordenação pedagógica da escola, ações de educação alimentar e nutricional; promover a formação das pessoas envolvidas direta e indiretamente com alimentação escolar e prestar contas dos repasses do FNDE e do Tesouro Estadual.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.